Revista MB Recomenda

Quebranto

Por Luís Pimentel - 10/06/2017

Conhecido como o violão mais rápido do Oeste (ou melhor, do Sul), o gaúcho Yamandu Costa é unanimidade quando se fala do instrumento. Depois de alguns trabalhos solo e outros em parceria (os CDs que registram suas dobradinhas com Paulo Moura e com Dominguinhos são excelentes), ele se junta a outro grande violonista, o multi-instrumentista (toca também bandolim e flauta) paulista Alessandro Penezzi, em projeto que provavelmente estará na disputa pelo título de melhor disco instrumental do ano. Em “Quebranto” (Biscoito Fino), os dois mestres reúnem 13 faixas, entre composições da dupla e de outros compositores, todas com arranjos dos mais caprichados.

Publicidade